Cradle Of Filth – Carioca Club, São Paulo – 24/03/2018



Por Rogério Talarico
Fotos por Amanda Sampaio

Para conferir mais fotos, clique aqui.

Após 5 anos de sua última passagem pela terra da garoa, Dani Filth e cia. retornaram à São Paulo para uma única apresentação na mesma casa de shows que tocaram anos atrás, a conhecida Carioca Club. Atualmente, formado pelo já citado Dani Filth nos vocais, Richard Shaw e Marek ‘Ashok’ nas guitarras, Martin Skaroupka na bateria, Daniel James Firth no baixo e pela talentosa Lindsay Schoolcraft nos vocais de apoio e teclado, o Cradle of Filth subiu ao palco com 40 minutos de atraso e, às 19h40min, o som de “Ave Satani” ecoou pelo sistema de som do Carioca, indicando o início da apresentação do sexteto.

Com muita fumaça e uma iluminação predominantemente azul e roxa, a banda recepcionou o público de aproximadamente 900 pessoas com a pesada “Gilded Cunt”. Filth, que foi um dos responsáveis por “popularizar” o metal extremo no começo dos anos 2000 e levar o estilo à grande massa, estava bem empolgado em estar novamente no Brasil e a todo momento, interagia com seus colegas de banda e com alguns fãs à frente do palco. Os guitarristas Richard e Marek não ficaram atrás e faziam caretas enquanto tocavam com muita agilidade suas guitarras ao mesmo tempo que Lindsay sorria e acenava para todos.

A banda que veio ao país para divulgar seu mais recente álbum “Cryptoriana - The Seductiveness of Decay” lançado em Setembro do ano passado não focou sua apresentação nas canções deste álbum, tocando apenas “Heartbreak and Séance” e “You Will Know the Lion by His Claw” deste novo CD. Quem certamente ficou feliz foram seus fãs mais antigos, pois o grupo percorreu por toda sua carreira tocando sucessos como “Blackest Magick in Practice” – com destaque para a atuação e destreza de Richard Shaw – do álbum “Hammer of the Witches” lançado em 2015 e também “Beneath the Howling Stars” do álbum “Cruelty and the Beast” lançado nos primórdios da banda em 1998.

É claro que os clássicos do grupo não foram deixados de fora, os músicos deixaram somente para o costumeiro bis seus maiores hits e começaram com  “Nymphetamine (Fix)” – originalmente gravada em conjunto com a vocalista Liv Kristine (ex Theatre of Tragedy, ex-Leaves Eyes) - um belíssimo dueto entre Dani e Lindsay. Após, tocaram o single “Her Ghost in the Fog”  e também “Born in a Burial Gown” com a banda anunciando logo na sequência sua última canção, a sombria “From the Cradle to Enslave”, encerrando seu show após 1h30min de duração. Uma apresentação relativamente curta, que deixou um “gostinho de  quero mais” no ar, mas que entregou muito peso, diversão e gritaria na medida certa ao caloroso público paulistano.

Set List Cradle of Filth:
Gilded Cunt
Beneath the Howling Stars
Blackest Magick in Practice
Heartbreak and Séance
Bathory Aria: Benighted Like Usher / A Murder of Ravens in Fugue / Eyes That Witnessed Madness
Dusk and Her Embrace
The Death of Love
You Will Know the Lion by His Claw
A Bruise Upon the Silent Moon

Bis:
Nymphetamine (Fix)
Her Ghost in the Fog
Born in a Burial Gown
From the Cradle to Enslave

Agradecimentos ao Marllon Mattos da Lex Metalis e a EV7 pela atenção e credenciamento.

Pesquisa

Redes Sociais

Newsletter